1) Jorge Amado

Um dos mais famosos escritores da Bahia, ao contrário do que muita gente pensa, não nasceu em Ilhéus, e sim em Itabuna (no distrito de Ferradas). Filho de um fazendeiro de cacau, Jorge Amado se mudou para Ilhéus ainda criança e por lá passou a infância, antes de vir estudar em Salvador, entretanto, que ele passou a infância.

O belo palacete da família Amado se tornou a Casa de Cultura Jorge Amado e hoje conta com roupas, fotos e objetos pessoais. Funciona de Segunda a Sexta, das 09h às 12h e das 14h às 18h, e aos Sábados, das 09h às 13h. O ingresso custa R$2,00.

Além da Casa, a alma e a obra de Jorge Amado podem ser encontradas em diversos pontos da cidade. Mesmo que você nunca tenha lido um romance do escritor, com certeza já deve ter ouvido falar em Gabriela, Nacib, Maria Machadão, o Vesúvio e o Bataclan. E está quase tudo lá, no Centro de Ilhéus.

A Praça Dom Eduardo, nesse sentido, é o verdadeiro “epicentro turístico” da cidade, reunindo algumas das atrações mais importantes – relacionadas ou não com o universo amadiano, como o Teatro Municipal (1932) e a Sorveteria Ponto Chic (1952).

O Bataclan, talvez o mais conhecido cabaré da Bahia, foi inaugurado em 1864. Conta-se que existia inclusive uma passagem secreta ligando o Bar Vesúvio ao bordel, para que os clientes pudessem transitar livremente entre os dois espaços. Funciona de Segunda a Sábado, das 10h às 17h. Além do centro cultural, possui um restaurante e uma programação de espetáculos para os turistas.

E por falar em Bataclan, na mesma rua existe um restaurante chamado Maria Machadão que serve uma das melhores sobremesas de Ilhéus: doce de leite empanado com sorvete. Sério, muito bom.

 

2) Cacau…e chocolate!

Ainda que existam inúmeros destinos maravilhosos para os chocólatras de plantão, Ilhéus é um dos poucos lugares onde você combina, numa só viagem, tanto o chocolate quanto os primeiros passos de sua “produção”: além de se empanturrar com os doces, você pode visitar uma autêntica fazenda de cacau e aprender mais sobre o cultivo do fruto e a secagem das sementes (que são o que realmente importam para a magia chocolateira).

O cacau foi o responsável por boa parte da riqueza de Ilhéus, atingindo seu apogeu na primeira metade do século XX. Era tanto dinheiro – mas TANTO dinheiro – que circulava por lá, que os fazendeiros não sabiam nem o que fazer com a bufunfa.

A cidade atingiu seu apogeu com a construção do porto, na década de 20, fundamental para o escoamento da produção de cacau da região. Ilhéus atraiu pessoas do mundo inteiro e se tornou um centro fervilhante de requinte, luxo e ostentação. Em resumo, sambava na cara da capital, Salvador.

Um dos homens mais ricos da Bahia, por exemplo, era o Coronel Misael Tavares (também conhecido como “O Rei do Cacau”), importante fazendeiro e dono de incontáveis empreendimentos. O luxuoso palacete onde ele residiu com sua família tornou-se um ponto turístico bastante conhecido em Ilhéus – e a belíssima rua onde o casarão está situado foi pavimentada com pedras polidas diretamente da Europa.

Uma curiosidade é que Ilhéus já foi o maior produtor de cacau no mundo, sendo ainda hoje o maior produtor da fruta no País. Atualmente, o Brasil ocupa a 4ª posição no ranking de maiores países produtores, ficando atrás apenas da Costa do Marfim, Gana e Indonésia.

E como se não bastasse isso, além de plantar cacau, Ilhéus produz também os seus próprios chocolates! Confira algumas marcas de destaque na cidade:

Cacau do Céu Chocolates Finos
Av. Soares Lopes, 508, Centro
Tel.: (73) 3231-7661

Chocolate Caseiro Ilhéus
BA-001, Distrito Industrial
Tel.: (73) 3639-5300

Chor – Chocolate de Origem
Rua Coronel Paiva, 93, Centro
Tel.: (73) 3231-0087

 

3) Mirantes

Ilhéus tem um relevo marcado por vários morros. Localizado numa península na entrada da Baía do Pontal, por exemplo, o Morro de Pernambuco esconde uma das praias mais populares da cidade – a Praia da Concha.

Alguns desses morros, felizmente, possuem mirantes que descortinam visões incríveis (fico me perguntando porque ainda não inventaram um teleférico ou bondinho para levar os turistas em todos eles). Para citar apenas três, indico o Mirante da Piedade, com vista para a Praia da Avenida…  que pede ainda a visita ao belíssimo Convento da Piedade, que fica pertinho!

Outro mirante fica em frente à Igreja da Vitória… e permite uma visão ampla de quase toda a região central de Ilhéus (com destaque para a linda Catedral de São Sebastião)

Já no Outeiro de São Sebastião – o mais próximo do Centro – a vista é da antiga área portuária… e da Ponte Lomanto Jr, que atravessa a Baía do Pontal.

 

4) Localização

Não é segredo nenhum que Ilhéus está situada na Costa do Cacau, um dos trechos mais emblemáticos do litoral baiano. Graças à sua localização privilegiada – e com a ajuda de um carro ou de uma agência de passeios – dá para explorar bastante os arredores utilizando a cidade como base. Só na estrada Ilhéus-Itacaré, com aproximadamente 65Km (a mesma distância entre Salvador e Praia do Forte), dá para curtir, no mesmo dia, um banho de mar e de cachoeira. Que tal?

A maioria dos passeios das agências combina a Praia de Pé de Serra, na primeira foto, com a Cachoeira do Tijuípe, na segunda foto. Ambas ficam a cerca de 40Km de Ilhéus.

Ahhhh e na volta para Ilhéus, não deixe de passar na disputadíssima Casa da Empada – parada obrigatória de pelo menos 9 entre 10 turistas que visitam a Costa do Cacau.

A lista de opções de empadas salgadas e doces é interminável e eu não me recordo de ter provado sequer uma empada ruim nesse lugar. Todas são sensacionais!

5) Praias

Quando alguém fala nas praias da região de Ilhéus, normalmente as pessoas pensam imediatamente em imagens como essa:

De fato, ondas fortes e mar agitado costumam dar o tom predominante no litoral ilheense, que possui nada menos do que cerca de 80Km de praias. Engana-se, contudo, quem acha que as praias de lá são todas iguais. A maior parte delas realmente é nessa pegada, com direito a barraca de praia cheia de estrutura: Uma das minhas praias preferidas em Ilhéus, por outro lado, não fica exatamente no mar:

A Praia do Cururupe, no litoral sul, é formada pelo encontro do rio com o oceano e tem banho sossegado – de água doce…ou salgada!

Já entre as praias próximas do Centro, a que eu mais gosto é a Praia do Cristo: Além de contar com boas opções de esportes náuticos (como caiaques, stand up paddle, etc), a praia tem um por do sol inesquecível!
Ilhéus fica a 300Km de distância de Salvador (via ferry-boat). Vale também ficar de olho nas passagens aéreas: 4 a 6 voos por dia, com menos de 1h de duração, conectam a capital baiana ao Aeroporto Jorge Amado, que conta também com voos diretos para São Paulo, Brasília, Recife e Belo Horizonte.

 

Fonte- PanRotas

Imagem-  Denise Mayumi

  • SHARE

Comments are off this post