Volta e meia o mundo é abalado com notícias trágicas envolvendo a queda de um avião. Eu não sei se você tem a mesma impressão que eu, mas parece que os acidentes aéreos sempre acontecem seguidos, um após o outro. Assim, ao ver as enxurradas de notícias, muitas pessoas têm o sentimento de que a queda de aeronaves é muito mais comum do que realmente é, e isso certamente aumenta o seu medo de avião.

Só pra você ter uma ideia, as estatísticas mostram que a chance de uma pessoa morrer em um acidente aéreo é muito pequena, na proporção de uma para um milhão. Enquanto isso, o trânsito brasileiro mata tanta gente que colocou o Brasil no quarto lugar entre os países onde mais pessoas morrem envolvidas em acidentes de carro. Na lista da Organização das Nações Unidas – ONU, os primeiros lugares são ocupados pela China, Índia e Nigéria.

Eu sei que você já deve ter lido isso em vários lugares, mas não custa nada repetir. Agora, vamos entender as razões do medo de avião e como é possível superar – ou amenizar – suas aflições para que você viaje mais tranquilo.

Primeiro, precisamos deixar claro que sentir aquele friozinho na barriga antes de voar ou na hora de aterrissar é completamente normal. Eu sinto isso todas as vezes que voo e nem por isso penso em deixar de voar. Vale também lembrar que há diferenças entre uma pequena insegurança, o real medo de voar e a fobia de voos.

Algumas pessoas que conheço têm medo de avião por dois motivos: a aeronave pode ter alguma pane e cair, ou a pessoa pode se sentir mal e não ter o socorro devido. Atacadas por essa terrível aflição, elas podem sentir náuseas, tremores e queda de pressão, e isso atrapalha não apenas o viajante, mas os outros que estão ao seu lado. Muitos desses sintomas são agravados quando o passageiro passa por situações de estresse emocional e, nesses casos, uma conversa com um psicólogo ou terapeuta pode ajudar.

Dicas para você superar o medo de avião

Antes do voo | Evite que pensamentos negativos invadam sua mente. Não lembre-se de notícias ou situações desconfortáveis que passou em voos anteriores. Prefira concentrar sua atenção em como será quando você chegar ao seu destino: pense nos lugares que vai conhecer, nas pessoas que vai encontrar, no quanto você esperou por aquele momento. Enfim, atraia pensamentos positivos.

Tente dormir | Nos dias que antecedem o voo, tente fazer atividades de relaxamento. Uma boa massagem, sessões de ioga ou uma leve caminhada à beira-mar podem lhe ajudar a ficar mais tranquilo e a pegar no sono com mais facilidade. Além disso, monte uma playlist com canções calmas e que lhe ajudarão a cair nos braços de Morfeu mais rápido. E lembre-se: não tome remédios indutores do sono sem prescrição médica.

Chegue cedo ao aeroporto | Respeito os horários de check-in e chegue com antecedência ao aeroporto. Isso vai evitar que você fique agitado e ansioso. Quando tudo estiver resolvido, sente-se e leia um bom livro ou aproveite para se atualizar lendo as notícias do dia. Que tal usar a internet para ler o jornal da cidade para onde você está indo?

Mantenha sua mente ocupada | Se o voo for longo e se você for um daqueles passageiros que não prega o olho, leve livros e revistas para ocupar o seu tempo. Procurar um bom filme na programação de bordo também poderá lhe ajudar a ocupar a mente. Assim, o tempo passa e você nem percebe.

Observe as pessoas ao seu redor | Fique de olho como as pessoas ao seu redor – geralmente – estão tranquilas e se comportam normalmente. Tente conversar com aqueles que demonstram mais segurança durante o voos. Eles poderão lhe ajudar a manter a calma e a relaxar.

Esqueça os barulhos e a turbulência | Cada aeronave emite sons diferentes, e todo voo está sujeito a turbulência e a mudanças de corrente de ar. Nessas horas, foque sua atenção no livro que está lendo, no filme que esta vendo ou na conversa que esta tendo com seu vizinho de cadeira. Na imensa maioria dos casos esses incômodos são inofensivos. Portanto, não há motivos para pânico.

Relaxe sua musculatura | Periodicamente, faça respirações profundas, movimente o pescoço, as pernas e alongue sua coluna. Não deixe que a tensão tome conta de seu corpo e, assim, você evitará dores durante os próximos dias.

Coma durante o voo | O momento das refeições, além de matar a fome, servirá para lhe distrair. Aproveite e coma bem devagar, mas evite exagerar nas bebidas alcoólicas. Devido à altitude, uma dose de álcool durante o voo equivale a três em terra firme.

Fonte: penaestrada.blog.br

  • SHARE

Comments are off this post