As comidas tentadoras

Passear no sul da Bahia não significa apenas belas praias e gente morena. É também a terra de comidas tentadoras e inesquecíveis, como a carne do sol, herdada dos sergipanos; as moquecas de peixe, siri e camarão; o acarajé da baiana; farofa de jabá; carangueijo de várias maneiras; pitús suculentos; siris e sua carninha branca; entre outras delicias.
Experimente também os sorvetes feitos com frutas da região, como coco, maracujá, jaca, açai, umbú, genipapo, cacau…
Nem tente resistir aos doces de genipapo, cacau, leite, jaca… Para o caso de você voltar para casa e ficar com saudades, aqui vai uma receita de Acarajé que pode ser feita em casa.

Faça Acarajé

Os ingredientes para uns 40 acarajés são os seguintes:
– 2 kg feijão fradinho quebrado
– 1/2 kg cebola ralada
– sal a gosto
– dois litros de azeite de dendê
– camarão seco
Deixe o feijão de molho por uma hora e meia, depois moa num processador ou no liquidificador. Misture a cebola e o sal. Bata bem a massa até ela ficar homogênia. Esquente o azeite até ele ferver.
Pegue a massa com uma colher grande de pau e vá jogando no azeite, como bolinhos. Ele estará bom quando ficar dourado dos dois lados. Enquanto estiver na frigideira, coloque um camarão seco em cima, enfiado na massa, meio para fora.
O acarajé pode ser comido puro, com vatapá, salada picada, pimenta a gosto. A tradição manda comer com as mãos.

 

Bebidas deliciosas

No sul da Bahia é inevitável se apaixonar pelos sucos de frutas da região, como o cacau (o fruto do qual é feito o chocolate – mas que não tem gosto de chocolate), jaca, coco, umbú…

As mesmas frutas dão licores e batidas deliciosas. Os sucos podem ser feitos com água ou com leite e o mais famoso é o de cacau. Entre os licores o mais requisitado pelos turistas também é o de cacau, de gosto original e encorpado, mas o de genipapo vem logo em seguida como um dos preferidos.
Uma invenção baiana bem popular é o “capeta”, uma mistura energética de frutas, bebidas alcoólicas e guaraná em pó. Outra invenção local é o “coquinho”.
A receita: pegue um coco seco, tire a água, encha de vodka ou cachaça, tampe e vede com cera de vela, deixe guardado em lugar fresco e na sombra por um mês. A troca entre a carne do coco e a bebida produz uma coisa inesquecível.

 

 

Fonte- Verao.com

  • SHARE

Comments are off this post