Viajar é uma forma de aprender, além de ser uma oportunidade incrível. Viajar e ser turista significa que você tem a possibilidade de experimentar diferentes culturas, crenças, lugares e gastronomia.

Mas ao viajar estamos acompanhados também de um grande nível de responsabilidade com aquele local, com seu povo e, claro, com o mundo.

Não se trata apenas de deixar boas impressões, mas cuidar bem do destino que está sendo visitado. Assim, ele estará plenamente disponível para outros visitantes e para as pessoas locais.

Além disso, estamos vivendo um período de baixas significativas em nosso meio-ambiente e cultura. Tais fatos fazem com que nosso cuidado seja mais necessário do que nunca para colaborarmos na preservação desses dois bens tão importantes.

Ao visitar outro país ou cidade, é seu dever atuar como um bom turista e ter sensibilidade cultural. Estar aberto a novas experiências e conhecimentos é um adicional  para deixar sua viagem ainda mais enriquecedora e inesquecível.

Neste guia do bom turista, daremos várias dicas de como ser um excelente viajante. Daqueles que todo mundo vai querer viajar junto ou pegar as melhores dicas de viagem.

Está pronta(o)?

 Antes de Viajar

 

  • Pesquise sobre os destinos que mais te agradam

 

Uma das melhores dicas para encontrar passagens aéreas baratas não está nessa história de pesquisar às terças ou de madrugada.

O bom viajante sabe que, para cortar caminho, ele precisa ser ágil. Por isso sempre batemos na tecla do planejamento. Gente, não é sorte, é planejamento.

Se você se interessa por lugar A, B ou C, procure pesquisar bastante sobre esses destinos para descobrir as melhores épocas do ano para ir.

Pesquisar sobre o destino antes, impacta diretamente naquela velha pergunta “quantos dias ficar em tal lugar?”. Sabendo das principais atrações, você consegue ter essa resposta.

  • Esteja aberto para descobrir outros destinos pelo caminho

 

Algumas pessoas tendem a desanimar a inserir uma outra localidade dentro de uma viagem. Conseguimos entender o motivo, inclusive falamos sobre isso aqui.

Porém, se o desvio ou o bate e volta não for impactar muito em sua viagem ou substituir algo que você queria ver mais, tente abraçar essa ideia.

Conhecer outros destinos durante uma viagem é recorrente e, embora possa ser cansativo, lembre-se que você está de férias e que o esforço pela diversão pode valer a pena!

  • Pesquise preços de voos, hotéis, aluguel de carros

 

Pesquisar preços e possibilidades, além de comparar valores e condições, são excelentes ideias que todo bom viajante acaba aderindo e não larga mais.

Mas lembre-se de pesquisar voos com antecedência, já que os valores tendem a aumentar conforme a data de embarque vai chegando.

O mercado de passagens aéreas costuma oscilar muito, mas perto da data de embarque dificilmente há descontos ou grandes promoções.

Além disso, a depender da época do ano e da data buscada, os hotéis e carros ficam cada vez mais difíceis de serem reservados. Nosso conselho é sempre este: antecedência!

  • Informe-se sobre atividades e clima local

 

O bom turista é aquele que procura saber sobre o clima local e sobre as atividades que irá encontrar. Duas informações essenciais para fazer uma mala de sucesso.

Mesmo que não esteja escrito em pedra, ter uma noção quase certa do que se espera da viagem facilita (e muito) na hora de preparar a mala e não levar peso à toa (ou faltar).

Além disso, você pode criar um roteiro com as atividades pesquisadas. A grande vantagem é que dificilmente você deixará de ver alguma coisa que interessou.

  • Faça um bom planejamento financeiro

 

Infelizmente não tiramos dinheiro de árvores (quem dera ter uma árvore assim!), então o planejamento financeiro é essencial para que você possa viajar e não passe perrengue.

Procure fazer uma planilha voltada para seu controle financeiro, inserindo os seus gastos fixos e seus rendimentos.

Analise onde é possível economizar e procure guardar dinheiro para suas viagens. Mesmo que seja um pouco ali ou um pouco aqui, toda economia é válida.

Se você quer viajar para o exterior, vale ficar de olho na variação cambial. Tendo uma reserva financeira, você pode aproveitar para comprar toda vez que acontecer uma queda.

Durante o Voo

 

  • Saia de casa com tempo de sobra

 

Nós sabemos que imprevistos acontecem, mas precisamos estar sempre preparados. Sair de casa com o tempo contado para o voo é a maior cilada que pode existir.  Afinal, qualquer atraso de táxi, trânsito ou um carro quebrado no meio da pista torna-se decisivo.

Além disso, atrapalha o bom andamento das filas de segurança, fazendo com que você tenha que incomodar os outros passageiros, pedindo para passar na frente deles. Se você concorda que ninguém merece algo assim, saia de casa com antecedência. Em períodos de alta temporada ou com eventos, saia mais cedo ainda.

Para voos nacionais, você tem que estar no aeroporto com pelo menos 1h30 de antecedência. Para os internacionais, 2h30. Acrescente 1h em períodos de movimento!

  • Organize bem as suas malas

 

Procure separar entre sua mala que vai no bagageiro e a mala de mão (que fica no chão, debaixo da cadeira da frente) os itens que você precisará durante o voo.

Assim você evita transtornos e trabalho de abrir bagageiro, abrir sua mala e voltar a fechar o bagageiro, evitando incomodar os demais passageiros e até mesmo pequenos acidentes.

Tendo tudo em mãos, fica muito mais prático para você. Alguns itens que sempre valem ter por perto: um casaco, alguma forma de entretenimento, remédios e um lanche ou doce.

  • Esteja com os documentos separados

 

Geralmente o clima em um aeroporto é de ligeira pressa. As pessoas entram logo nas filas para embarcar e ficam perto do portão destinado ao seu voo.

As companhias também têm interesse em embarques rápidos, seja para manter os níveis de pontualidade em alta ou para não atrapalharem o fluxo do aeroporto.

Para colaborar com uma viagem sem transtornos, não deixe para pegar sua identidade na hora do embarque, nem para abrir o app da companhia ali, atrasando o processo.

Próximo ao horário de embarque do seu voo, procure separar a passagem impressa (ou o app do celular) e sua identidade!

É comum, nas viagens internacionais, ser questionado sobre local de hospedagem, seguro viagem e outras informações pertinentes a sua estadia naquele país.

Uma ideia é ter uma pequena pasta com a cópia de todas essas informações, organizando-a, preferencialmente, pela ordem de uso.

Durante a Viagem

 

  • Procure saber um pouco do idioma local

 

O bom viajante é aquele que está aberto a experimentar novas culturas e absorver novas percepções.

Mas, calma, não significa que você tenha que mudar de religião ou concluir um curso de idiomas antes de realizar qualquer viagem.

Significa ser respeitoso e se esforçar em entender o próximo: tanto em questões culturais, quanto mais práticas, como as palavras básicas do novo idioma.

Palavras mágicas como obrigadopor favor, além de quanto custaonde é o banheiroonde ficadireitaesquerdareto, podem ser realmente úteis para você!

Além do dicionário e livros com expressões úteis para o turista, hoje ainda podemos contar com apps e ferramentas de tradução

Procurando aprender o básico de um novo idioma, mesmo que seja dentro do avião, faz com que você seja visto de uma forma diferente pelos locais.

Mostra que você, além de passear e se divertir, também quer fazer parte daquela realidade e procurar conhecer aquilo que um lugar tem de mais importante: seu próprio povo!

Vale lembrar: não sabe alguma coisa? Pergunte!

O Brasil é riquíssimo em expressões que podem não fazer sentido à primeira vista. Ao invés de tentar responder algo que não tem certeza, diga que não entendeu.

  • Respeite as diferenças culturais

 

Falamos sobre a importância de aprender um pouco sobre o idioma estrangeiro acima, mas não podemos esquecer das diferenças culturais.

Se o Brasil sozinho apresenta inúmeras diferenças culturais, imagine as milhares de outras que existem pelo mundo?

Os americanos, por exemplo, tendem a comer pizza ou hambúrguer com as mãos nuas. Alguns lugares no Brasil, por outro lado, oferecem luvas de plástico para a refeição.

Nós temos festas e comidas que podem parecer estranhas para outros moradores de diversos países. Da mesma forma que podemos ter a impressão de outros lugares.

Não é uma questão de não poder ter opinião sobre a pizza, sobre a festa ou sobre a vestimenta, mas entender a realidade daquele povo e respeitar suas tradições.

Você não precisa comprar uma burca para usar no Brasil, mas procurar enxergar a beleza das diferenças e entender os porquês de cada costume é ótimo para um grande viajante!

  • Aceite o compromisso do turismo sustentável

 

O compromisso do turismo sustentável pede aos viajantes para que se responsabilizem por um turismo responsável.

Isso se dá por meio de ações como conservar recursos naturais, visitar atrações menos conhecidas,  não poluir o meio ambiente, deixar as coisas como foram encontradas.

Também entende-se no compromisso, não danificar ou modificar algo histórico e procurar conscientizar e educar amigos e familiares sobre turismo responsável.

A preservação do meio ambiente é o único motivo de ainda existir belezas naturais e lugares paradisíacos para conhecer, curtir e aproveitar o momento.

Cuide do mundo como se fosse sua casa: você joga lixo no chão, alimenta seus amigos e familiares com algo impróprio, mancha as paredes e trata as pessoas de forma ofensiva?

Acreditamos que não! Em nossa casa, procuramos sempre fazer o melhor para que ela se mantenha habitável e, acima de tudo, agradável.

Quando viajamos, isso não é diferente. Procure preservar o ambiente ao máximo para que outras pessoas possam conhecer o local agora e para sempre!

  • Curta sua viagem: não se afete pelos outros

 

A gente nunca pensa nisso, é claro, mas é possível que muita coisa aconteça durante uma viagem: atraso de voos, reservas que não batem, filas excessivas.

Ninguém quer passar por isso e, logicamente, procuramos afastar nossos pensamentos desses cenários. Mas, olha, a verdade é que pode acontecer por motivos variados.

Erros de sistema e clima pouco favorável são alguns dos motivos, mas isso não pode significar que você não vai curtir sua viagem ou que ela terminou naquele stress.

Procure tirar todo proveito possível das boas situações, tenha bom humor para lidar com outros passageiros e turistas, e aprenda com os erros cometidos.

Acima de tudo, não se deixe afetar pelo mau humor do outro. Lugares cheios fazem fomentar o stress, mas estamos ali pela diversão, certo? Então respire fundo e vá em frente!

  • Respeite a cidade, o povo local e os outros turistas

 

Como falamos no terceiro tópico, é mais do que importante que a gente entenda que o mundo é a nossa casa. De fato é: é onde moramos, trabalhamos, vivemos.

Tal como se fosse nossa casa ou nosso apartamento, alugado ou próprio, temos que cuidar do mundo com o mesmo carinho.

Ir em outra cidade pode ser comparado a como quando vamos na casa de um amigo: nós não destruímos ou sujamos a casa dele de propósito, certo?

Então não vamos fazer isso com a cidade que está nos acolhendo. Pelo contrário: vamos respeitá-la para que sejamos sempre bem-vindos novamente.

O mesmo vale para as pessoas que moram ali. Não faz sentido tratá-las mal ou com falta de respeito!

Por fim, da mesma forma que queremos descanso e diversão quando estamos de férias, nossos outros amigos viajantes também procuram por isso.

Se respirar fundo quando algum stress aconteceu não for o suficiente, procure pedir desculpas e remendar alguma situação chata para que o clima fique bom outra vez.

De uma forma mais prática, outro jeito de respeitar moradores e outros turistas é não furar filas, agradecer pelas informações e respeitar as regras do local.

  • Valorize os guias e outros profissionais do turismo

 

Não são poucos os profissionais voltados para o turismo. Em uma viagem encontramos com eles desde o aeroporto até nossa volta para casa.

Guias turísticos, motoristas, comissários, hoteleiros, camareiras, recepcionistas, enfim: tem muita gente trabalhando para garantir seu conforto, sua diversão e sua segurança.

Procure retribuir este trabalho, que pode ser feito com: gorjetas, indicações, avaliações em sites voltados para viagens e, claro, com respeito e carinho!

Pós-Viagem

 

  • Faça avaliações

 

As avaliações sobre os locais que você visitou (hotéis, pontos turísticos, praias, museus, restaurantes, companhias aéreas etc e tal) são úteis para o local em si e para outras pessoas.

  • Ajude outros turistas

 

Ao planejarmos uma viagem, recorremos muito a internet e, quanto mais informação fresca, melhor! Procure falar sobre suas experiências com outros turistas para ajudá-los a planejar melhor sua viagem.

  • Planeje sua próxima viagem

 

Melhor do que viajar, é viajar de novo! Lembre-se de se organizar, comparar preços de viagens com antecedência, sair com tempo de sobra para o aeroporto e curtir sua viagem com responsabilidade ao próximo!

 

 

Fonte- Blog Mundi

  • SHARE

Comments are off this post