É uma grande satisfação possibilitar aos nossos hóspedes um contato harmônico entre homem e natureza.

Mico-leão-da-cara-dourada (Leontopithecus chrysomelas)

Classe: Mammalia

Ordem: Primates

Família: Callithrichidae

Nome científico: Leontopithecus chrysomelas

Nome vulgar: Mico-leão-da-cara-dourada

Categoria: Ameaçada

Características: Tem a cor dourada apenas na face, nuca e dorso dianteiro, pelagem negra brilhante cobrindo todo o corpo. Pele do rosto, planta dos pés e mãos são pretas. Possui uma vasta juba o que originou seu nome. Alimenta-se de néctar, flores, seiva e alguns animais pequenos. É um animal com dieta frugívora – insetívora, sendo que os frutos compreendem mais de 70% de sua alimentação na primavera. Produzem dois filhotes após uma gestação de 126 a 134 dias. Os filhotes do parto anterior ajudam na criação dos seus irmãos. O período de vida é de aproximadamente 15 anos.

Peso: 600 gramas

Comprimento: Aproximadamente 26 cm (corpo) 37cm (cauda)

Ocorrência Geográfica: A espécie é exclusivamente brasileira, ocorre na Mata Atlântica do sul da Bahia, mais precisamente na Reserva de UNA.

Categoria/Critério: Espécie ameaçada de extinção contida na lista oficial do IBAMA. Apêndice I da CITES. O comércio ilegal e o desmatamento são as principais ameaças à espécie, a qual faz parte de um programa internacional para o manejo e recuperação das quatro espécies de Mico leão.

Cientista que descreveu: Kuhl, 1820

———————————————————–

Mico-Estrela (Callithrix penicillata)

Classe: Mammalia

Ordem: Primates

Família: Callithrichidae

Nome científico: Callithrix penicillata

Nome vulgar: Mico-Estrela

Categoria: Ameaçado

Características físicas: sua cabeça é escura, com uma mancha branca na testa que é o sinal típico da espécie. Atinge até 30 cm de comprimento e tem uma cauda de 35 cm que lhe dá equilíbrio nas árvores. Os dentes inferiores são estreitos e alongados, adequados para a perfuração de troncos de árvores que produzem goma, um ítem importante de sua dieta. Pesa pouco mais de 230 g.

Alimentação: onívoro, come frutas, flores, folhas, insetos e pequenos animais. Outro item de sua dieta é a goma de certas plantas gumíferas.

Biologia e comportamento social: tipicamente florestal, vivem em grupos compostos de 7 a 15 indivíduos, ocupando amplas áreas. Contudo, muitas vezes desce ao chão para conseguir alimentos. Como outros primatas, a intricada estrutura social é baseada na hierarquia, na qual algumas fêmeas dominantes podem procriar e as demais são inibidas fisiologicamente e não se reproduzem. Tem hábitos diurnos.

Reprodução: geralmente, após uma gestação de 150 dias nascem dois filhotes, que recebem cuidados do grupo todo, principalmente do pai e dos irmãos mais velhos. Até completar dois meses eles são carregados nas costas, principalmente pelo pai, durante os deslocamentos do grupo. Mamam até os seis meses e em 18 meses estão aptos para a reprodução.

Predadores: aves de rapina, irara, entre outros. Vivem em média de 10 anos. Habitam cerradões, florestas semidecíduas, florestas secundárias e matas ciliares.

Tipicamente florestal, vivem em grupos compostos de 7 a 15 indivíduos, ocupando amplas áreas.

Fonte: ambientebrasil.com.br